O casamento é bom para a saúde

É amplamente conhecido que o casamento, como estado civil, está atravessando uma profunda crise em nível mundial. A modernidade adotou novas formas de convivência – de acordo com as diferentes necessidades conjugais do século 21 – e nem todas elas favorecem o matrimônio. No entanto, na área da saúde, estudos recentes especulam que o casamento poderá proporcionar um apoio social que permite às pessoas gerenciar melhor sua saúde e seus níveis de estresse.

EL-MATRIMONIO-ES-BUENO-PARA-LA-SALUD-1038x576

Em um novo estudo, publicado no The Journal of Hypertension, os pesquisadores da Harvard Medical School observaram 325 adultos que foram acompanhados ao longo de dois anos como parte de um estudo controlado. Os sujeitos, cerca da metade dos quais eram casados, foram designados para seguir dietas rigorosas e usar dispositivos que monitoraram a pressão arterial ao longo do dia.
Níveis de pressão arterial geralmente seguem um padrão diário, subindo ao longo do dia e caindo, em seguida, à noite. O Dr.  Finnian R. McCausland, autor do estudo, descobriu que pessoas que se casaram – especialmente homens – eram muito mais propensos a apresentar este “descenso noturno” do que aqueles que não eram casados. A pesquisa levou em conta fatores como status socioeconômico, idade, dieta e índice de massa corporal.
Como mostrado neste estudo, o fator diferencial do bem-estar entre participantes da pesquisa, dentre outros, foi o fato de serem casados. Isto foi associado com o apoio emocional recebido pelo casal. Quando as pessoas se sentem ligadas e compreendidas por seu cônjuge, a saúde também melhora significativamente. Claramente que o apoio entre os parceiros é o fator determinante para a pessoa que está passando por qualquer doença. Portanto, o casamento pode favorecer a manutenção da boa saúde, algo que pessoas solteiras devem considerar.

Referência bibliográfica:

http://well.blogs.nytimes.com/2014/02/24/marriage-may-be-good-for-your-blood-pressure/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *