Quando nossos erros nos fazem mais humanos

Vivemos em tempos difíceis. A perfeição ou seu desejo parece ser exigido em todas as áreas da vida, inclusive somos educados com base em modelos perfeccionistas . Não obstante, não podemos ignorar que apesar dos seus esforços, os seres humanos cometem erros. É normal que não existam pessoas perfeitas, todos de alguma forma ou de outra falhamos em algo do cotidiano. No entanto, muitas pessoas vivem com medo de cometer erros, de mostrar-se aos demais como realmente são.

Cuando-nuestros-errores-nos-hacen-más-humanos-1038x576

O que torna ainda mais interessante nesta postura do ser humano imperfeito, segundo uma pesquisa realizada,  é que ao contrário do que se crê, nossos erros nos tornam mais atraentes para os outros. Conforme explicado pelo autor Kevan Lee: “Aqueles que nunca cometem erros são percebidos como menos atraentes do que aqueles que, ocasionalmente, mostram suas falhas. A perfeição cria uma distância e dá um ar de invencibilidade, o que não permite as pessoas de se aproximar delas.
Podemos observar a apreciação da imperfeição também nas artes. Como se refere a professora de psicologia de Harvard Ellen Langer, com a escrita e as artes os erros geralmente tornam o produto mais interessante. A diferença entre um tapete feito por uma máquina e um feito à mão, é encontrada principalmente na regularidade do que é feito à máquina, o que o torna menos interessante. Quando um artista faz um erro em uma pintura, em vez de tentar corrigi-lo, tenta incorporar ao que tinha feito e continua.
O que propõe esta pesquisa deixa claro que cometer erros menores não é a pior coisa que pode acontecer, muito pelo contrário, na verdade pode ser a nossa vantagem. Mostra-nos que com as nossas imperfeições é sinal de que aceitamos nossa natureza humana. Ao aceitar nossa natureza entendemos a importância de nos mostrar como somos e não como a sociedade ou os outros nos condicionam a ser. Por sua vez, essa aceitação é percebida pelos outros e contribui para que as pessoas ao nosso redor possam ter uma melhor conexão conosco. Esse tipo de conexão nos traz e nos faz sentir mais humano, mostrando-nos que podemos nos conectar uns com os outros, apesar de nossos erros.
Referência bibliográfica:

https://www.psychologytoday.com/blog/positive-prescription/201507/why-we-love-each-other-warts-especially-and-all?utm_source=FacebookPost&utm_medium=FBPost&utm_campaign=FBPost