Aprender a escutar

A comunicação é o pilar da conexão social. Uma das necessidades básicas dos seres humanos é  sentirem-se ouvidos. No entanto, ultimamente, nosso ritmo de vida está tão acelerado que nos esquecemos de como escutar os outros, focando-nos apenas no que acontece com nós mesmos. Um componente básico da comunicação é escutar para depois retribuir verbalmente o que escuta. Esforçamo-nos para conseguir a empatia com os demais significa estarmos abertos para uma escuta ativa; desta maneira nossas relações interpessoais funcionarão de  uma maneira mais eficiente com uma troca recíproca.

APRENDER-A-ESCUCHAR

Quando escutamos uma pessoa, nossa atenção e interesse vão muito mais além de pensar somente no que nós desejamos ouvir mas nos damos conta de que o outro se sente valorizado e incluído; com este simples gesto lhe fazemos saber que o apreciamos. Para alcançar uma escuta ativa devemos considerar algumas questões.  Primeiramente é importante que escutemos de maneira contínua; desta maneira se transformará em um hábito.
Outro ponto importante é concentrarmo-nos completamente nas palavras e emoções expressadas pela outra pessoa, melhor dizendo, tentar esquecer de nós mesmos por um momento. Além disso, é indispensável que a pessoa sinta que a escutamos e por isso precisamos dar-lhe sinais não verbais, como por exemplo, com nossa postura corporal ou com a expressão do nosso olhar.
Depois de ser escutada é importante reafirmar, mediante perguntas ou enunciados, acerca do que está sendo dito, desta maneira a pessoa se dará conta de que lhe prestamos atenção. Escutar os outros significa permitir que a outra pessoa se expresse livremente sem  se sentir julgada, por isso um princípio básico é conquistar a sua confiança. A proposta visa alcançar a comunicação com as outras pessoas de forma eficiente e com uma atitude que motive a conexão entre as pessoas.
Referência bibliográfica: http://ar.selecciones.com/contenido/a3041_escuchar-a-los-demas