A importância de conhecer nosso propósito na vida, inclusive na velhice

A pessoa é um ser social por natureza e durante seu desenvolvimento na vida interage com o ambiente, pois não pode proporcionar a si mesma tudo o que é necessário para sua existência, especialmente na velhice. Por isso, na atualidade, percebemos que a vida mudou para todas as pessoas que constituem uma família e pertencem a uma determinada comunidade. Em geral, notamos que são poucas as pessoas que gozam  a vida e muitas as que se sentem deprimidas e sozinhas, ainda que se encontrem na companhia de seus entes queridos.

La-importancia-de-conocer-nuestro-propósito-en-la-vida-incluso-en-la-vejez-672x372
Portanto, o sentido da vida para um adulto mais velho se converte em um desafio para ela e também para aqueles que a rodeiam. Tentemos deduzir que, se o ambiente é o que afeta tanto a vida física, emocional, social e cultural das pessoas, como podemos fazer mudanças em nós mesmos e nos tornarmos sensíveis a fim de encontrar o ambiente correto? Para isso é necessário promover relações adequadas entre as pessoas, que tenham como base o apoio mútuo positivo, amigável e solidário. Precisamente estas características nos permitirão completar o ciclo da vida de uma maneira saudável, desfrutando de uma velhice digna  e com propósito.
Vemos, através de pesquisas recentes, que “ter um forte sentido da finalidade ou propósito na vida” reduz o dano cerebral em adultos mais velhos. Alguns autores mencionam que para diminuir os riscos destes tipos de lesões é preciso considerar os fatores sociais que intervêm no envelhecimento. Aqui se propõe que a melhor ajuda para nossos idosos é através da sua inclusão e integração em atividades com diferentes grupos de crianças, jovens e adultos.
Desta forma se fornece aos idosos a oportunidade de se expressarem e contribuir com outros grupos com sua experiência e sabedoria. Dentro de suas possibilidades, as pessoas da terceira idade têm muito a dar à sociedade e beneficiá-la em muitos aspetos, uma vez que também se beneficiam dela. Isto cria uma círculo de conexão e coexistência imprescindível para todas as gerações: o sentido da vida atua como uma regra que conecta as pessoas com as ações, alcançando assim um conjunto de relações sociais que nos permitem descobrir o propósito da nossa existência.
Referência:

http://www.revneurol.com/sec/RSS/noticias.php?idNoticia=5133

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *