Conhecer-nos nos conecta

Vivemos num tempo em que as relações sociais se tornaram superficiais e confusas. Entre as demandas de trabalho, as responsabilidades familiares e a busca de prazeres, pouco é o tempo, além da família,  que nos resta para tentar estabelecer contatos, sejam físicos ou virtuais. Encontrar-se com vizinhos ou companheiros de trabalho, ter uma agradável conversação com um taxista ou com o vendedor de uma loja. Tudo é muito efêmero e circunstancial, o que gera uma tendência à desconexão da vida social, e então nos trancamos em nossas bolhas individuais com o menor contato externo possível. No entanto, temos uma necessidade de conexão que deve ser satisfeita, e conhecer-nos uns aos outros nos conecta.

Continue lendo Conhecer-nos nos conecta