Benefícios de grupos de ajuda mútua

Grupos de ajuda mútua são compostos por pessoas que compartilham um problema ou situação comum. Reúnem-se para superar o que lhes está sucedendo e com isso conseguem mudanças sociais e ou pessoais.

Benefícios de grupos de ajuda mútua

Estes grupos enfatizam a interação social e as responsabilidades que os participantes têm dentro do grupo. Por sua vez, costumam proporcionar ajuda emocional e promover a compreensão e apoio a quem o necessite. Em geral, não estão direcionados por alguém externo ao grupo e se organizam de modo que todos os membros sejam iguais.

Existem distintos tipos de grupos de ajuda mútua, constituídos tanto por pessoas afetadas por uma enfermidade ou por problema com seus familiares ou cuidadores. Alguns grupos de ajuda mútua se centram em uma doença particular: câncer, HIV, insuficiência renal, diabetes, etc.; outros se organizam por pessoas com problemas de dependência: abuso de álcool ou drogas, obesidade mórbida por excesso de alimentação, anorexia etc. Também há grupos de pessoas que sofrem problemas psicossociais como, por exemplo, separações de casais, disputas, problemas criados pela velhice e a solidão, ou pessoas com um problema gerado pela própria sociedade, como a exclusão social a grupos indígenas, mães solteiras e outros casos.

Uma das características principais deste tipo de grupo é que resulta muito difícil aos seus integrantes realizar uma mudança de vida individualmente; por esta razão buscam ou têm a necessidade de se apoiar uns aos outros, o que os motiva a conseguir uma mudança. O essencial dos grupos de ajuda mútua é o apoio emocional, que consiste em saber ouvir e ver que outros sofrem por um problema parecido ou ainda mais grave. Este apoio se dá durante as reuniões do grupo, mas muitas vezes também fora dele, frequentemente tendo contato telefônico, contatando com chamadas e mensagens, fazendo uso da internet, ou visitas domiciliares. Este apoio é permanente e tem como objetivo conseguir a solidariedade e a responsabilidade mútua entre seus integrantes.

O importante nestes grupos é estimular o intercâmbio de experiências e conhecimentos entre seus membros; além da possibilidade de valorizar os conhecimentos sobre novas formas de tratamento ou receber informação concreta sobre um problema. Graças a este intercâmbio de experiências, os membros do grupo podem se ver beneficiados ao se sentir apoiados e ao mesmo tempo apoiar a outros. Quando as pessoas se sentem apoiadas e sustentadas em um ambiente de reciprocidade, podem conseguir bons aportes para a sociedade.

Referências: http://www.redvihda.org/ayuda.asp