Construir boas relações no trabalho nos faz mais felizes e produtivos

O trabalho na atualidade é uma tarefa na qual investimos, na grande maioria das vezes, a maior quantidade de tempo no dia; inclusive algumas pessoas passam mais tempo no trabalho do que com seus entes queridos ou algum outro tipo de atividade recreativa, social ou cultural. Isso nos faz observar que as relações que construímos no âmbito do trabalho são importantes para nossas vidas, dentro e fora dele. Se tivermos uma jornada produtiva e feliz isto repercutirá positivamente em nossa saúde e levaremos essa sensação para casa. Aqui está a importância de construir boas relações no trabalho.

Boas relações de trabalho

Quase todos nós intuímos que nosso comportamento no trabalho pode melhorar em muitos aspectos, mas nem sempre encontramos a forma para alcançar isso, ou seja porque não sabemos como conseguir a atenção dos demais, a cooperação e outras tantas vezes porque não encontramos a força suficiente para executar ações que favoreçam os colegas, a empresa ou a nós mesmos.

Manter boas relações em nosso trabalho não só é necessária, mas também nos permite ter uma jornada de trabalho agradável e muito mais produtiva. De acordo com a organização Gallup, as pessoas que se relacionam com seus colegas de uma forma, digamos, mais amistosa, têm sete vezes mais probabilidades de serem participantes mais ativos no ambiente de trabalho.

Estas relações não têm que ser aquela em que se tenha um melhor amigo no ambiente de trabalho, basta ser somente bons colegas para que sejam altas as probabilidades de estarmos satisfeitos com o que fazemos e também de como nos sentimos. Mas, como conseguimos isto? Uma solução clara é educar e capacitar cada um dos empregados que formam parte da empresa, incorporando as noções de cooperação, trabalho em equipe, apoio mútuo e tudo o que esteja relacionado ao benefício dos demais em função do êxito da empresa.

A sociedade atual necessita um programa de administração especial que contemple a possibilidade de que cada pessoa disponha de pelo menos uma hora diária, designada pela direção patronal, para que em seu lugar de trabalho possa aprender e concorrer para esse tipo de programa durante a jornada de trabalho. Esta pessoa continuaria recebendo o mesmo salário, mas estaria estudando em uma hora desse tempo.

Neste programa, deveria ser incluida a indicação completa de exemplos de interações corretas e a observação de situações de conflito determinadas e a forma de resolvê-las. Para isto é necessária a inclusão de um educador no ambiente de trabalho que comece a trabalhar com cada pessoa depois de ter sido exposto, ele mesmo, a diversos programas de formação; e se pedirá que tudo esteja focado em mostrar que a unificação, por sobre o nosso individualismo, é completamente produtiva.

Isto garantirá a satisfação do empresário, que sentirá não estar desperdiçando esta hora diária ao ter seus trabalhadores ocupados nestes programas, mas que estará lhes permitindo aprender a conhecer uma nova e bem sucedida forma de se comunicar entre eles; melhorando as relações, aumentando a produção em qualidade e beneficiando todo o sistema de trabalho. Isto será conseguido através da prática de jogos de conexão, entre outras atividades de temáticas semelhantes, executando papeis distintos que permitirão entender as diferentes situações pelas quais passam dentro da organização, começarão a ver-se de fora, e então, colocar-se no lugar do outro, criando um ambiente cooperativo e integral que resultará em grandes benefícios pessoais, profissionais, familiares e sociais.

Referência: http://www.mindtools.com/pages/article/good-relationships.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *