Combater a solidão com uma dose de conexão social

O início de um novo século começou com uma tendência alarmante para a sociedade. As pessoas não desejam se vincular, assumir responsabilidades coletivas ou conectar-se aos demais. Contudo, observando mais profundamente no interior do homem, podemos ver que sentir-se só é experimentar um vazio interno que aparentemente não se pode preencher com nada por mais que se tente; a dor emocional que é gerada na sociedade é indescritível , é um mal -estar que se relaciona profundamente com o ser humano, que o impede de parar para ver o mundo e que o coloca em um estado de tremenda vulnerabilidade.

Solidão Combate

A sociedade tem se relacionado com diversos sentimentos tais como desgosto, tristeza, ressentimento, vazio e pessimismo. Estudos recentes indicam que a solidão representa um risco de mortalidade maior do que a obesidade; não só é um problema emocional, mas além disso, é um problema de saúde. Descobriu-se que as pessoas solitárias correm duas vezes mais risco de morrer prematuramente comparado com aquelas que não se sentem sozinhas.

Entre os riscos que a solidão pode produzir na saúde estão: a interrupção do sono, aumento dos níveis da pressão arterial, diminuição das defesas (sistema imunológico), aumento das possibilidades de sofrer depressão e aumento nos níveis de cortisol no organismo.

Segundo indicam pesquisas referentes à solidão, realizadas na Universidade de Chicago pelo Dr. Cacioppo, a amizade permite que as pessoas desenvolvam resiliência assim como a habilidade de superar as adversidades da vida. Continuado com o proposto pelo Cacioppo, a Dra. Philippa Perry também enfatiza sobre la importância de apoiar as personas que se sentem sós para que se conectem com outras pessoas.

Podemos concluir que os vínculos que estabelecemos com os outros têm um grande peso para mitigar o impacto da solidão na nossa saúde física e psicológica. A solução proposta para compensar a solidão encontra-se no estabelecimento de relações com os outros, isto é, conectarmos com eles de tal maneira que possamos reverter o desejo de isolamento pela união e conexão social.

Referências: Cacioppo, J. y Patrick, W. (2008). Lonliness: Human nature and the need of social connection. New York: W.W Norton & Company, Inc.

http://www.theguardian.com/commentisfree/2014/feb/17/loneliness-report-bigger-killer-obesity-lonely-people

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *