Benefícios de um sistema de saúde integral

A crise econômica atual e as mudanças sociais geradas a partir dela foram observadas nos últimos anos nos sistemas de saúde. É o que se conhece como “crise da saúde pública”. O sistema de saúde atual está supersaturado; temos cada vez mais dificuldades de acesso a um serviço de qualidade e, por sua vez, se torna complicado dar uma atenção de qualidade para aqueles que oferecem este serviço. Isto se produziu devido ao extenuante trabalho que os empregados deste setor enfrentam no dia a dia. Pode-se observar isso como uma problemática existente não somente num país específico, mas em toda a América Latina e nos Estados Unidos.

Benefícios_de_um_sistema_de_saúde_global

A crise nos serviços de saúde pública levou à falta de humanização do sistema atual, no qual se trata os usuários dos serviços como números e estatísticas, não como pessoas. As condições com as quais os profissionais da saúde trabalham em muitas ocasiões também são precárias, já que não conta com o necessário para dar uma atenção eficiente. Diversas reformas foram realizadas nos países neste âmbito tão essencial como é o sistema de saúde; porém, até o momento não frutificaram e contrariamente ao que se esperava, a situação se agravou.

As premissas e previsões dos antigos modelos parecem não estar dando resultado, e estão sendo ultrapassadas pela crise da saúde pública. Por esta razão atualmente há uma demanda de um novo paradigma sanitário. A solução que se propõe é uma mudança no modo como se opera o sistema de saúde atual. Para tanto se sugere implementar um método integral, no qual tanto os trabalhadores como os usuários dos serviços de saúde se vejam envolvidos nesta modificação. Com isto se chegaria à compreensão de que a saúde não é uma questão individual, mas social.

Este método integral permitirá às pessoas compreender que influenciamos mutuamente uns aos outros, isto é, que não só a saúde ou a atenção à sua enfermidade é que vão melhorar, mas a saúde de todos. As pessoas compreenderão que nos influenciamos mutuamente uns aos outros, incluindo a das pessoas que as atendem. Este método, cujas atividades consistem de jogos colaborativos, debates em círculos e instâncias práticas diversas que promovem a integração e a resolução de problemas, pode ser implementado nos serviços de saúde em qualquer parte do mundo, representando uma estratégia moderna na promoção, prevenção e atenção da saúde pública.

Referência: Hernández, M. y Lazcano, E. (2013). Salud Pública. Teoría y Práctica. México, D.F. Manual Moderno. Cap. 4.