Em conexão trabalhamos melhor

O homem, até em sua individualidade, é um ser social; e todos os seres sociais estão conectados diretamente, motivo pelo qual necessitamos e devemos trabalhar juntos. Desde tempos remotos, nossa espécie não pode sobreviver sem o instinto de coexistir e trabalhar em grupo. Diversas investigações têm documentado sobre a importância das conexões sociais entre nós. Uma delas é a do neurocientista Matt Lieberma. Sua investigação relata que nossos cérebros percebem o contato social bem sucedido, ou as falhas nele, da mesma maneira que os prazeres físicos ou o prazer. Continue lendo Em conexão trabalhamos melhor

Alternativas ao desemprego – Nova visão para abordar sua problemática

O desemprego é a consequência imediata de um sistema sócio-econômico em crise. Transformou-se em um fenômeno crescente que afeta 200 milhões de pessoas, mais de 75 milhões são jovens entre 15 e 24 anos. A OIT (Organização Internacional do Trabalho) se refere a esta problemática como algo que põe toda uma geração em perigo. No entanto, todas as gerações em escala global, direta ou indiretamente, sentirão a chicotada deste fenômeno que nos afeta a todos, não só aos desempregados. Continue lendo Alternativas ao desemprego – Nova visão para abordar sua problemática

Novas abordagens para melhorar as relações

Tanto nas relações de casais como em grupos de trabalho, da família, de filhos, aparecem situações que às vezes põem em dúvida a sua fortaleza. Sem importar o tipo de situação, simplesmente não gostamos do que os outros têm ou do que fazem com aquilo que dizemos. O desacordo e a falta de compatibilidade na forma de ver as coisas desencadeiam a confusão, a dúvida e, na maioria dos casos, a separação ou afastamento das partes. Continue lendo Novas abordagens para melhorar as relações

Educando crianças felizes

Uma maneira de educar as crianças para que sejam felizes é ajudá-las a desenvolver destrezas, atitudes e habilidades considerando a Inteligência Emocional como refere Daniel Goleman, pioneiro deste conceito. Ele define a Inteligência Emocional como a capacidade de reconhecer nossos próprios sentimentos e os dos demais, de motivarmos e de manejar adequadamente as relações que sustentamos com os outros e conosco. Continue lendo Educando crianças felizes

Resiliência diante dos desastres naturais

Os desastres naturais podem acontecer em qualquer lugar e, frequentemente, sem aviso prévio. Geralmente durante e depois que estas catástrofes acontecem, as pessoas podem reagir de forma distinta, dependendo de diversos fatores bio-psico-sociais. Continue lendo Resiliência diante dos desastres naturais

Educação social – Adotando um novo sistema de valores

Neste momento uma pessoa está lendo um artigo no Facebook – que se tornou “viral”- sobre a importância da conexão entre as pessoas para a resolução de problemas na comunidade. Atenta e motivada pelo interesse que a informação lhe desperta, faz um comentário e o compartilha entre seus contatos, recomendando a publicação. O que esta pessoa está fazendo é o que alguns psicólogos atribuem a Teoria Social Cognitiva: “De forma única, a teoria sobre a aprendizagem social explica como os comportamentos são aprendidos no contexto do determinismo recíproco ou da interação entre os comportamentos observados, os fatores cognitivos e os meios externos. Estas interações afetam a auto-eficácia alentando ou desalentando o desempenho de um comportamento particular. Esta teoria serve como base para muitas outras sobre a promoção da saúde e da educação, baseadas na evidência”. Isto significa que o leitor do artigo foi motivado pelo seu ambiente e o êxito da publicação para divulgá-lo, com uma atitude de confiança que o incentiva a compartilhar uma informação valiosa induzindo a uma interconexão e inter-relação entre seu ambiente virtual, que logo transferirá para o ambiente real. Continue lendo Educação social – Adotando um novo sistema de valores